Dia/Mês da Mulher: menos homenagem pontual e mais respeito sempre

por Tanuza Oliveira no JL Política Peço licença a você, leitor, para escrever esse texto, excepcionalmente hoje, na primeira pessoa do singular – eu -, pois como mulher e parte totalmente interessada nessas divagações a que se propõe essa coluna, não poderia me distanciar a ponto de escrever sobre elas, mulheres, apenas como a terceira Leia mais sobreDia/Mês da Mulher: menos homenagem pontual e mais respeito sempre[…]